Promoção da saúde dá o mote para 2º Congresso de Medicina Preventiva

/, Eventos/Promoção da saúde dá o mote para 2º Congresso de Medicina Preventiva

Promoção da saúde dá o mote para 2º Congresso de Medicina Preventiva

“Promover a saúde para proteger da doença” é o lema do 2º Congresso de Medicina Preventiva, apoiado pelo CINTESIS, que se irá prolongar até dia 1 de junho, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), contando com cerca de 200 inscritos.

Durante três dias, os congressistas debatem diferentes temas relacionados com a prevenção, tais com prevenção cardiovascular, obesidade, saúde infantil, “cidade saudável”, erro, stress e burnout, saúde no idoso, ambiente e saúde e saúde oral.

Na cerimónia de abertura discursaram Paulo Santos, presidente desta edição e investigador do CINTESIS, Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, Romeu Mendes, em representação da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) e do Ministério da Saúde, Alberto Hespanhol, professor do Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde (MEDCIDS), José Pedro Nunes, em representação da FMUP, e Raquel Castelo Branco, em representação da Câmara Municipal do Porto.

De acordo com Paulo Santos, a Medicina Preventiva é suficientemente abrangente para englobar toda a comunidade, incluindo todos os profissionais de saúde e outros agentes do terreno que têm muito a ver com a questão da promoção da saúde e que, muitas vezes, estão afastados desta discussão.

Assim, neste ano, a organização optou por trazer convidados de diversas áreas, como profissionais das autarquias, engenharia do ambiente, arquitetura e até um chef de cozinha, de forma a “integrar todos estes saberes naquilo que pode ser a definição de uma saúde que não é só médica”.

O Presidente do 2º Congresso de Medicina Preventiva realça ainda a importância da literacia e da educação em saúde, como forma de prevenção dos fatores de risco que provocam doenças, uma vez que elas “ajudam as pessoas a estarem capacitadas para tomarem decisões e alterarem os seus estilos de vida”.

Na sessão de abertura, o Bastonário da Ordem dos Médicos reconheceu o papel da prevenção como essencial para a saúde, apesar de muitas vezes esquecido, revelando que “o peso da prevenção no orçamento de estado para a saúde é bem inferior 1%”.

Miguel Guimarães destacou a necessidade de se investir mais na prevenção e apostar em chegar às pessoas nas escolas, nas unidades de saúde, na Medicina Geral e Familiar, nos Hospitais e noutras áreas de intervenção social.

Depois da primeira edição dedicada à prevenção enquanto fator chave para a sustentabilidade da saúde, este ano o lema da promoção efetiva da saúde como forma de proteger face à doença vem salientar a necessidade de estratégias de prevenção em sinergia com toda a comunidade, de modo a possibilitar uma saúde alargada que chegue a todas as pessoas.

O Congresso, que foi precedido de dois Cursos (“Realizar educação para a saúde nos Cuidados de Saúde” e “Multimorbilidade e polimedicação nos idosos”), encerra no dia 1 de junho com a entrega de prémios ao melhor póster e à melhor comunicação livre.

Por | 2019-06-04T18:54:53+00:00 Maio 31st, 2019|Categorias: CINTESIS, Eventos|Tags: , , , , , , , , , , |Comentários fechados em Promoção da saúde dá o mote para 2º Congresso de Medicina Preventiva

Sobre o Autor:

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.