CINTESIS distinguido pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia

/, Prémios, PT/CINTESIS distinguido pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia

CINTESIS distinguido pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia

Uma equipa de investigadores do CINTESIS foi distinguida com a Bolsa Emílio Peres da Sociedade Portuguesa de Diabetologia. A bolsa, no valor de cinco mil euros, visa financiar um projeto que pretende avaliar se o consumo de cerveja sem álcool pode ter um impacto positivo nos pacientes com diabetes.

“Dado que a cerveja é uma bebida fermentada rica em polifenóis que, em estudos pré-clínicos, melhoraram a sensibilidade à insulina, este projeto pretende avaliar o efeito do consumo moderado de cerveja sem álcool nos níveis de açúcar de indivíduos com diabetes do tipo 2”, especifica Conceição Calhau, líder da linha de investigação, especialista na área de Nutrição e Metabolismo do CINTESIS e professora na NOVA Medical School, em Lisboa.

Para isso, será realizado um ensaio clínico que inclua homens e mulheres com idades entre os 40-75 anos, diagnosticados com diabetes de tipo 2.

“O microbiota intestinal constitui o conjunto de microrganismos que coloniza o intestino humano. Enquanto ecossistema em equilíbrio, o microbiota intestinal interage com o organismo hospedeiro, desempenhando diversas funções metabólicas. Por conseguinte, alterações na sua composição ou função podem estar implicadas na patogénese de diversas doenças metabólicas, como a diabetes tipo 2”, esclarece Cláudia Marques, investigadora do CINTESIS e da NOVA Medical School, que coordenará os trabalhos.

“A alimentação é o fator que mais influencia a composição do microbiota intestinal. Estudos anteriores mostram que modificações nos hábitos alimentares levam a alterações visíveis na composição do microbiota intestinal logo após 24 h”, acrescenta Eva Lau, endocrinologista, membro do CINTESIS e docente na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), que fará as consultas aos diabéticos.

O lúpulo, uma planta utilizada pela indústria cervejeira que confere o gosto amargo à cerveja, é rico em polifenóis, como o xanto-humol, que apresenta diversos benefícios para a saúde. Resultados obtidos em estudos pré-clínicos revelaram que o xanto-humol atenua a hiperglicemia.

Contudo, a evidência científica sobre os efeitos do consumo de cerveja no metabolismo e na microbiota intestinal é escassa e, na sua maioria, suportada apenas por estudos em modelos animais ou in vitro. “Com este estudo em humanos, pretendemos obter conclusões mais sólidas sobre a utilidade do consumo de cerveja sem álcool nos diabéticos”, conclui Conceição Calhau.

A equipa de investigação inclui ainda André Rosário, Diana Teixeira, Diogo Pestana, Ana Faria e Davide Carvalho. Os doentes serão recrutados no Hospital de São João do Porto e as análises à microbiota serão realizadas na NOVA Medical School – Universidade NOVA de Lisboa.

Por | 2018-03-28T12:36:08+00:00 Março 16th, 2018|Categorias: Investigação, Prémios, PT|Tags: , , , , , , |Comentários fechados em CINTESIS distinguido pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia

Sobre o Autor:

Media Relations Specialist

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.