Comer de forma saudável, descansar e dizer o que sentem: a receita dos enfermeiros para manter a saúde mental

//Comer de forma saudável, descansar e dizer o que sentem: a receita dos enfermeiros para manter a saúde mental

Comer de forma saudável, descansar e dizer o que sentem: a receita dos enfermeiros para manter a saúde mental

Descansar entre turnos, manter os contactos sociais, verbalizar os sentimentos e fazer uma alimentação saudável são estratégias que se associam a menores níveis de stress, ansiedade e sintomas depressivos entre os enfermeiros portugueses.

Esta é uma das conclusões de uma equipa de investigadores do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde que está a acompanhar a evolução da saúde mental dos enfermeiros durante a pandemia de COVID-19. Os cientistas, também eles enfermeiros, estão à procura de fatores que possam ser protetores ou que, pelo contrário, possam estar relacionados com uma pior saúde mental nesta conjuntura.

Dados preliminares indicam que, entre os enfermeiros, ser mulher e ser jovem são fatores preditivos de mais stress, mais ansiedade e mais sintomas depressivos, o que está em linha com resultados obtidos na população geral. Os enfermeiros do sexo masculino e os mais velhos, assim como os especialistas em Saúde Mental e Psiquiátrica, são os que reportam níveis mais baixos de sintomas.

De acordo com Francisco Sampaio, investigador do CINTESIS, os enfermeiros que usam sempre ou frequentemente algumas estratégias, nomeadamente descansar entre os turnos de trabalho e recorrer a uma alimentação saudável, são também os que menos se queixam de stress, ansiedade e sintomas depressivos.

Do mesmo modo, manter os contactos sociais e verbalizar sentimentos e emoções com frequência parece ajudar a prevenir problemas de saúde mental entre estes profissionais de saúde.

Curiosamente, os enfermeiros que gastam menos tempo à procura de informação sobre a COVID-19 são os que dizem estar menos stressados, menos ansiosos e menos deprimidos.

Ainda de acordo com aquele investigador, cerca de 38% dos enfermeiros ouvidos admitiram que procuravam informação durante mais de duas horas por dia, o que se associa, sobretudo, a níveis mais elevados de stress.

Os dados foram obtidos através de um questionário online realizado entre os dias 31 de março e 14 de abril, abrangendo um total de 821 enfermeiros, com uma média de 39 anos de idade, dos quais 81% eram do sexo feminino. O estudo conta também com a participação de Carlos Sequeira e de Laetitia Teixeira e deverá prolongar-se até ao final da pandemia.

Por | 2020-05-28T18:33:12+00:00 Maio 28th, 2020|Categorias: Investigação|Tags: , , , , , , , |Comentários fechados em Comer de forma saudável, descansar e dizer o que sentem: a receita dos enfermeiros para manter a saúde mental

Sobre o Autor:

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.