Investigadores CINTESIS/ICBAS integram projeto europeu de saúde digital para idosos, famílias e profissionais

//Investigadores CINTESIS/ICBAS integram projeto europeu de saúde digital para idosos, famílias e profissionais

Investigadores CINTESIS/ICBAS integram projeto europeu de saúde digital para idosos, famílias e profissionais

Investigadores do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde estão a participar no desenvolvimento do projeto SHAPES (Smart and Health Ageing through People Engaging in Supportive Systems), considerado um dos maiores projetos europeus na área da saúde digital.

O objetivo do SHAPES é criar uma plataforma integrada com um amplo leque de soluções digitais (produtos e serviços como robôs, sensores e aplicações) para apoiar as pessoas idosas, promovendo um melhor envelhecimento, com mais saúde, qualidade de vida e autonomia, ao mesmo tempo que contribui para a sustentabilidade dos serviços e sistemas de saúde.

Pretende-se facilitar a aceitação e o uso, pelos mais velhos, as famílias e os profissionais, de Tecnologias da Informação e da Comunicação que possam facilitar o envelhecimento em comunidade, apoiando a execução de tarefas do dia a dia, prevenindo ou minimizando os riscos relacionados com acidentes ou facilitando a gestão de doenças crónicas.

No terreno estão já os investigadores do CINTESIS/Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) envolvidos no projeto, sob a coordenação de Constança Paúl, nomeadamente Soraia Teles, Pedro Rocha e Renato Ferreira da Silva, a quem se junta Elísio Costa, do Porto4Ageing.

O projeto SHAPES conta ainda com outra equipa de investigadores do CINTESIS, estes da Universidade de Aveiro, que trabalham em colaboração com investigadores de outras unidades de investigação: DigiMedia, IEETA e GOVCOPP.

A equipa da Universidade do Porto será responsável por liderar a testagem de soluções tecnológicas existentes no mercado que possam ser aplicadas à área das doenças neurodegenerativas, especialmente nas demências e défice cognitivo ligeiro.

Para além do ensaio destas soluções tecnológicas, a equipa contribuirá, ao longo do projeto, para reunir conhecimento quanto às necessidades e requisitos das pessoas mais velhas relativamente a soluções digitais, para ampliar as redes de trabalho em torno do envelhecimento e soluções digitais e para desenhar recomendações em prol da melhoria dos cuidados integrados na Europa e da sustentabilidade dos serviços e sistemas de saúde.

Uma das soluções incluídas a testar no projeto é o i-Support, um programa online de apoio e formação para cuidadores de pessoas que vivem com demência. Lançada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o iSupport foi comprado pelo ICBAS e adaptado a Portugal pelo grupo de investigadores do CINTESIS/ICBAS. Ao todo, deverão ser recrutados 200 cuidadores, de modo a avaliar a eficácia desta solução.

Financiado pelo Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação Horizonte 2020 em cerca de 21 milhões de euros, o SHAPES envolve 14 países e 36 parceiros europeus, incluindo centros de investigação, universidades, pequenas e médias empresas e associações internacionais sem fins lucrativos. A liderança é da Universidade de Maynooth, na Irlanda.

Com início em novembro de 2019, o projeto tem uma duração prevista de 48 meses, prolongando-se até outubro de 2023.

Veja mais informações sobre o projeto: aqui.

Por | 2020-04-29T15:52:53+00:00 Abril 27th, 2020|Categorias: Investigação|Tags: , , , , , , |Comentários fechados em Investigadores CINTESIS/ICBAS integram projeto europeu de saúde digital para idosos, famílias e profissionais

Sobre o Autor:

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.