Investigadores estudam relação entre microbiota intestinal e COVID-19

//Investigadores estudam relação entre microbiota intestinal e COVID-19

Investigadores estudam relação entre microbiota intestinal e COVID-19

Um grupo de investigadores portugueses acaba de receber 50 mil euros para estudar se a severidade da COVID-19 nos indivíduos infetados pelo novo coronavírus (SARS-CoV2) está relacionada com o microbiota intestinal.

Intitulado “Gut Microbiota, “Spark and Flame of COVID-19”, o projeto é liderado por Conceição Calhau, investigadora do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde e professora da NOVA Medical School-Faculdade de Ciências Médicas.

Este grupo de cientistas coloca “a hipótese de pessoas de grupos de risco já identificados terem em comum fragilidades ao nível do microbiota intestinal”. Essa poderá ser uma das razões que liga o estado de doença crónica à infeção.

Segundo Conceição Calhau, “o microbiota intestinal tem um papel determinante na imunidade, pelo que o perfil de bactérias presentes no intestino pode condicionar uma maior vulnerabilidade para a gravidade da doença”.

A equipa integra vários investigadores do CINTESIS e da NOVA Medical School, bem como a investigadora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) Cristina Granja, que será responsável pelo estudo nesta instituição.

O estudo irá incluir participantes com mais de 18 anos, que serão recrutados em várias unidades de saúde do país, designadamente o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), o Hospital São Francisco Xavier, o Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, o Hospital Cuf Infante Santo, o Hospital Curry Cabral, o Hospital de São Sebastião, e Santa Maria da Feira, a Academia Cuf e o Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa.

Os resultados deverão sustentar e impulsionar o desenvolvimento de novas estratégias de intervenção, como serão o caso de prebióticos e/ou probióticos.

O financiamento foi atribuído pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), no âmbito da RESEARCH4COVID19 (30 mil euros) e  pela Biocodex (20 mil euros).

Por | 2020-05-07T14:03:57+00:00 Maio 7th, 2020|Categorias: Investigação|Tags: , , , , |Comentários fechados em Investigadores estudam relação entre microbiota intestinal e COVID-19

Sobre o Autor:

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.