Investigadores procuram voluntários para reduzirem consumo de sal

/, Investigação/Investigadores procuram voluntários para reduzirem consumo de sal

Investigadores procuram voluntários para reduzirem consumo de sal

Um grupo de investigadores portugueses está à procura de 500 voluntários, homens e mulheres com idades entre os 20 e os 70 anos, da área metropolitana de Lisboa, para integrarem um estudo que tem como objetivo avaliar a eficácia de um programa de educação de hábitos alimentares na redução do consumo do sal, com impacto na saúde, em particular nos valores da pressão arterial.

O trabalho, coordenado pelos investigadores Jorge Polónia e Conceição Calhau, do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, integra o movimento Menos Sal Portugal”, promovido por um consórcio constituído entre a CUF e a Jerónimo Martins.

Conceição Calhau e Jorge Polónia são os coordenadores do estudo

As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortalidade a nível mundial, sendo a hipertensão arterial um reconhecido fator de risco para o seu desenvolvimento. Uma das estratégias mais eficientes para a diminuição da hipertensão arterial é a redução do consumo de sal na alimentação, tendo sido consagrada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das medidas prioritárias no combate às doenças crónicas não transmissíveis.

“A OMS recomenda o consumo máximo diário de 5 g de sal para um adulto e de 3 g diárias para as crianças. No entanto, de acordo com o estudo PHYSA, o consumo diário de sal na população portuguesa é de 10,7 g, o que corresponde ao dobro do consumo máximo recomendado”, explica Jorge Polónia, coordenador desse trabalho e professor da Faculdade de Medicina da U.Porto.

É com o objetivo de solucionar este problema que esta equipa de investigação está a trabalhar. “Pretendemos testar o impacto que um programa de educação de 12 semanas poderá ter nos hábitos alimentares e nos indicadores de saúde de uma amostra da população portuguesa”, explica Conceição Calhau, especialista em Nutrição e professora da NOVA Medical School.

O programa de educação terá a duração de 12 semanas e inclui sessões de formação, uma linha telefónica permanente e aconselhamento personalizado (por nutricionistas) aos participantes durante as sua compras alimentares semanais.

“Os participantes serão aconselhados sobre formas de reduzir o sal adicionado durante a confeção das refeições (nomeadamente por ervas aromáticas e similares), aprenderão ler e interpretar os rótulos dos alimentos, optando por alimentos com menor quantidade de sal (NaCl) ou sódio (Na), e serão motivados a consumir alimentos ricos em potássio, entre outras coisas, explicam os investigadores.

Os níveis de excreção urinária de sódio (urina de 24 horas) serão medidos, no início e no final da intervenção, de modo a avaliar a variação do consumo de sal pelos participantes. Será ainda avaliada a evolução dos níveis de pressão arterial, o peso/composição corporal e o perímetro da cintura dos participantes.

“Esperamos que a mudança no estilo de vida, sobretudo os hábitos alimentares, tenham um impacto favorável na população em estudo e que as alterações observadas se traduzam em ganhos de saúde duradouros”, sintetiza Conceição Calhau.

Os voluntários serão compensados pelos gastos decorrentes das suas deslocações aos centros de monitorização/avaliação e receberão ainda vales de desconto para utilizar nas suas compras diárias de alimentos, numa cadeia de supermercados.

Os interessados em participar neste estudo devem manifestar a sua intenção, identificando o seu nome completo, idade, zona de residência e local de trabalho para o seguinte email: estudosaude2019@gmail.com.

Por | 2019-01-30T13:56:26+00:00 Janeiro 29th, 2019|Categorias: CINTESIS, Investigação|Tags: , , , , |Comentários fechados em Investigadores procuram voluntários para reduzirem consumo de sal

Sobre o Autor:

Media Relations Specialist

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.