JN // Alunos que saem do privado reprovam mais na Universidade

//JN // Alunos que saem do privado reprovam mais na Universidade

JN // Alunos que saem do privado reprovam mais na Universidade

Os estudantes do curso de Medicina provenientes das escolas de ensino privado não estão tão bem preparados como os colegas do ensino público para enfrentarem a exigência do Ensino Superior. As conclusões são apresentadas num estudo científico liderado por Cristina Santos, investigadora do CINTESIS .

Publicado na revista científica BMC Medical Education, o estudo incidiu sobre os dados de mais de 1.700 estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) que frequentaram esta instituição entre 2007 e 2014. 45% tinha completado o ensino secundário numa instituição privada.

A análise dos dados revelou que os estudantes que provinham do ensino privado apresentavam uma maior taxa de reprovação a pelo menos uma unidade curricular, durante o primeiro ano do curso (43% privadas vs. 34% públicas). Para além disso, apresentaram, em média, notas inferiores nomeadamente nos três primeiros anos letivos.

A ler no site do JN.

Por | 2018-05-29T13:04:16+00:00 Maio 29th, 2018|Categorias: Media Clipping|Tags: , , , , , , |Comentários fechados em JN // Alunos que saem do privado reprovam mais na Universidade

Sobre o Autor:

Media Relations Specialist

Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.