Termos e Políticas de utilização

O website www.cintesis.eu é um website pertencente ao CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, tendo como objetivo a prossecução das atividades realizadas no âmbito desta Unidade de I&D da Universidade do Porto e sua divulgação para o público em geral. Por favor, leia atentamente os termos e condições de utilização antes de utilizar este website.
  • Os utilizadores declaram conhecer, compreender, aceitar e cumprir integralmente os termos e condições de utilização deste website.
  • Os utilizadores obrigam-se a respeitar os direitos de autor, direitos conexos e de propriedade intelectual do CINTESIS, dos seus promotores e colaboradores.
  • Os utilizadores obrigam-se à proibição de copiar, divulgar, transmitir, reproduzir ou difundir materiais publicados neste website, respeitando os direitos legais sobre os mesmos, exceto em caso de uso livre autorizado por lei, nomeadamente o direito de citação, desde que a sua origem seja claramente identificada.
  • Os utilizadores comprometem-se a não veicular através deste website qualquer tipo de conteúdo ofensivo, difamatório, discriminatório, racista, obsceno ou violento.
  • O CINTESIS encontra-se ligado a websites externos sobre os quais não tem qualquer controlo e pelos quais não assume qualquer responsabilidade.
  • O CINTESIS não se responsabiliza por quaisquer anomalias ou danos que possam derivar da utilização do website, designadamente por vírus causados pelo acesso a hiperligações disponibilizadas.
  • Os utilizadores declaram-se totalmente responsáveis por quaisquer danos que venham a provocar, quer ao CINTESIS, quer a terceiros, pelo não cumprimento dos termos e condições aqui descritos, bem como pelo não cumprimento das normas legais.
  • O CINTESIS pode suspender ou alterar os presentes termos e condições, sem aviso, a todo e qualquer momento.
  • As questões constantes dos termos e condições são reguladas pela legislação portuguesa em vigor.

Imprensa

Início/Tag:Imprensa

PÚBLICO // Enfrentar a solidão na velhice

By | 2017-06-01T16:51:31+00:00 Maio 28th, 2017|Categories: Media Clipping|Tags: , , , , |

Enfrentar a solidão na velhice Em 2011 havia em Portugal 406.942 famílias unifamiliares de pessoas com 65 ou mais anos (INE, 2011), ou seja, aproximadamente 20% das pessoas mais velhas viviam sós. Artigo de Opinião de Constança Paúl, investigadora do CINTESIS/ICBAS. Ler Artigo  

Comentários fechados em PÚBLICO // Enfrentar a solidão na velhice

PÚBLICO // O que pode a tecnologia fazer pelas pessoas mais velhas?

By | 2017-06-01T16:46:25+00:00 Abril 30th, 2017|Categories: Uncategorized|Tags: , , , , , |

Casas inteligentes; dispositivos móveis para monitorizar o estado de saúde; sensores concebidos para medir parâmetros bioquímicos e sinais vitais; robótica destinada a gerir a toma de medicação: exemplos que podem melhorar a qualidade de vida quando envelhecemos. Artigo de Opinião de Soraia Teles, investigadora do CINTESIS/ICBAS. Ler Artigo

Comentários fechados em PÚBLICO // O que pode a tecnologia fazer pelas pessoas mais velhas?

JN // Excesso de cesarianas nos hospitais privados

By | 2017-06-01T18:02:22+00:00 Março 1st, 2017|Categories: Media Clipping|Tags: , , , , |

Após uma redução significativa, taxa de cesarianas estagnou nos últimos anos nas maternidades públicas. No setor privado, quase dois terços dos partos foram cirúrgicos em 2015, com mais riscos para a parturiente e recém-nascido. A Região Norte está mais avançada porque adotou nos últimos anos um sistema informático  cujo "potencial de erro na transmissão de informação [...]

Comentários fechados em JN // Excesso de cesarianas nos hospitais privados

JN // “APPS” sem controlo

By | 2017-06-01T19:32:36+00:00 Março 13th, 2016|Categories: Media Clipping|Tags: , , , , , , |

A "saúde móvel" está a explodir. Em setembro de 2015, havia mais de 165 mil "apps" de saúde, a maioria inúteis e muitas feitas sem acompanhamento de profissionais de saúde.  A maior parte são inofensivas para o utilizador. Mas há outras que vão mais longe e arriscam fazer diagnósticos e aconselhar tratamentos. Declarações de Ricardo Cruz [...]

Comentários fechados em JN // “APPS” sem controlo